quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

10 erros na hora de pintar os cabelos


Os desejos femininos estão sempre em transformação. Dependendo do momento, a mulher pode querer ser uma ruiva sensual, uma charmosa morena ou ainda se tornar um furacão loiro.

Truque, enganação? Calma. Loiro, marrom, vermelho, preto... A cor do cabelo tem o poder de valorizar seus olhos e sua pele e até de conferir um ar glamouroso ou moderno ao visual.

Bastam apenas alguns minutos de paciência e uma boa dose de disciplina para a pessoa conquistar a cor que deseja para seus cabelos, seja em casa ou no salão de beleza. Hoje em dia, as colorações estão menos agressivas e bem mais práticas de serem utilizadas. As formulações mais avançadas contêm, até mesmo, substâncias de hidratação, proporcionando não apenas uma cor intensa mas, também, uma ação de tratamento.

Mesmo com todos esses benefícios, a dermatologista Ligia Kogos lembra que é preciso ter alguns cuidados. "Existem até formulações elaboradas com pigmentos naturais que funcionam como tonalizantes e são uma boa opção para pessoas com cabelos danificados. Mas as colorações são produtos químicos e, por isso, é imprescindível fazer a prova de toque e seguir as instruções de aplicação da embalagem. Em caso de dúvida, o melhor é recorrer a um profissional ou a um dermatologista", explica Ligia.

Além da preocupação em não deixar os cabelos danificados, também há preocupação com a cor escolhida. Muitas vezes o tom até que está bem parecido com o que se imaginava. O problema é o conjunto - nem de longe a pessoa acha que ficou com aquele ar de loira fatal, por exemplo.

Tudo depende da escolha certa. Por isso, antes de ligar para os órgãos de defesa do consumidor, é preciso entender por que certas cores funcionam para algumas pessoas e para outras não.

Cada cor, uma sentença
Nem sempre a cor da moda fica bem em você. Para não errar,
um dos conselhos do cabeleireiro Wanderley Nunes é escolher tonalidades não muito distantes da sua cor natural. “Um tom que contrasta com sua pele pode realçar ou apagar o rosto. Por isso, atenção! Fique longe daquele que não combina com você”, diz.

Confira os 10 erros que as mulheres cometem quando pintam o cabelo, segundo o cabeleireiro Wanderley Nunes:

1) Problemas emocionais
“Pintar o cabelo significa mudança. E para isso a pessoa tem que estar preparada para isso. E não simplesmente decidir e pronto. Pintar o cabelo quando não estão preparadas emocionalmente é um erro”.

2) Maria vai com as outras
“Mudar a cor dos cabelos apenas por causa do entusiasmo das amigas é um erro. Muitas vezes a pessoa nem está pensando em passar uma determinada cor e acaba pintando por influência da amiga que acha que ficará bom”.

3) Do contra
“Outro erro: passar a cor que o namorado ou o marido mais detesta. Se a pessoa pinta o cabelo com uma cor que o companheiro não gosta, corre o risco de ficar dias escutando que não ficou bom”.

4) Falta de pesquisa
“Entrar no primeiro salão que vê pela frente, sem fazer uma pesquisa. Esse é um dos erros mais cometidos pelas mulheres. É preciso procurar um salão que tenha qualidade. Pra depois não se arrepender ao ver o resultado”.

5) Sem dinheiro
“Para manter os cabelos bonitos e sempre tingidos é preciso ter dinheiro para passar tinta todo mês e ainda é preciso tempo para
que não saia mal feito. Caso não tenha estas disponibilidades é melhor deixar a cor natural”.

6) Referências erradas
“Às vezes a mulher olha a foto de determinada pessoa e quer o cabelo como o dela, mas não repara nas características. Conclusão: o resultado não fica bom. A escolha da cor não é tão simples”.

7) Sem combinação
“Para escolher a cor é preciso fazer uma pesquisa. Se você escolhe determinada cor e usa roupas que não combinam, você se sentirá a mulher mais feia”.

8) Cores fortes
“Utilizar cores fortes que se tornam irreversíveis. A cor preta e vermelha é complicada para sair do cabelo. Se a pessoa não
gosta não tem como mudar, já que são cores fortes”.

9) Chique?
“Nem sempre a cor fica boa na pessoa. O que é chique para uma, pode não ser para outra. Tem que tomar cuidado para não se tornar vulgar. Principalmente as pessoas que têm pele clara”.

10) Sem opinião
“Não assumir se gostou ou não. Deixar que a opinião de outras pessoas faça com que ela se arrependa. Independente da cor que utilizou, se gostou ou não, a pessoa deve sempre admitir. Tem que ter opinião própria sempre”.

Um comentário:

Cherry Chérie disse...

Oi!!!
Tô passando pra conhecer o blog.
Adorei as dicas!!!

Beijinhos